Saiba por que não fazer uma obra irregular no seu terreno

|janeiro 15, 2019 | Blogs

    Como é tentador fazer uma construção – um puxado, como muitos dizem, nos fundos do seu terreno. Você tem noção de quanto tempo o arquiteto ou engenheiro demoraram para aprovar o seu projeto na prefeitura de sua cidade?

    Para a viabilização da construção é feito um estudo baseado nas leis municipais, sobre o que é possível edificar no terreno. Há legislações específicas a serem seguidas, tanto de âmbito municipal – leis de zoneamento, como federal – código civil.

    Então você me pergunta, o que é isto? A cidade que você mora é planejada para que cresça de forma ordenada. Normalmente, nas regiões centrais, onde se concentra o comércio da cidade, é permitida a construção, em quase que na totalidade da área do terreno, e você pode construir prédios elevados. São as famosas Leis de Uso e Ocupação do Solo.

    Nos bairros mais distantes do centro da cidade, o potencial construtivo diminui, por que? Porque são zonas residenciais e industriais, logo são destinadas às moradias e às indústrias. O que acontece nestas zonas? O percentual que você pode construir do terreno é menor.

    Outra pergunta, por que isto acontece? Para dar uma maior qualidade de vida à população, para termos áreas verdes, normalmente a área permeável destinada nestas regiões gira em torno de 25%.

    E o que é área permeável? É a área destinada ao escoamento da água das chuvas, sendo que muitas vezes quando se constrói desordenadamente, como acontece em grandes centros urbanos, há grande incidência de enchentes, porque não há absorção da umidade pelo solo e as águas da chuva escorrem por cima da pavimentação. Quando o volume de chuvas é grande em um curto espaço de tempo, ocorrem as enchentes.

    Há um outro ponto que deve ser observado. Todo cômodo de sua residência deverá ser iluminado e ventilado. Quando, por exemplo, você fecha o corredor  de 1,50 m que possui  nos fundos de sua edificação, você está deixando ambientes sem iluminação e ventilação, o que é prejudicial à saúde.

    Quando decidir fazer uma reforma, contrate um profissional, que analisará o seu projeto e lhe dará a melhor solução, que esteja enquadrada nas leis municipais e que lhe proporcione qualidade de vida.

    Numa avaliação deste imóvel, o engenheiro analisará se há construção irregular e se não for passível de regularização, não considerará isso no cálculo do valor do imóvel, pois a ampliação está irregular. Então você sai perdendo duas vezes: pela diminuição da qualidade de vida, pois possui em sua edificação ambientes sem iluminação e ventilação e financeiramente, porque esta reforma irregular não será considerada na venda de seu imóvel.

    Lanço aqui um pedido: vamos fazer o que é correto? Contrate um profissional que lhe dê assessoria e suporte técnico, para que a sua obra lhe proporcione qualidade de vida.

 

Por Maria Lucia Sabedotti De Biaggi

Share this post: